sistema corporativo sob demanda

Veja as vantagens de desenvolver um sistema corporativo sob demanda

Pequenas e médias empresas devem ser capazes de administrar seus recursos de forma eficiente para serem mais competitivas e sobreviver a um mercado tão desafiador quanto o atual. Ter um sistema corporativo feito sob demanda, então, pode ser a chave para que elas percorram esse caminho com êxito.

Isso porque, quando usa uma solução desse tipo, o negócio consegue diminuir custos e despesas recorrentes relacionados às operações. Dessa forma, o gerenciamento de todos os processos operacionais da companhia pode ser feito em um único sistema.

Além disso, uma ferramenta desse tipo oferece acesso aos dados que podem auxiliar no planejamento estratégico, nas tomadas de decisão e no controle gerencial das operações diárias. Ou seja, ter um sistema corporativo pode trazer inúmeras vantagens para a empresa, independentemente do seu porte.

Com um sistema genérico, desses vendidos prontos, muitas das funcionalidades inclusas não são adequadas às necessidades da companhia e os benefícios de usar esse tipo de solução podem se perder. Além disso, a implementação pode ser cara e complicada, o que não é vantajoso para a organização.

O ideal, então, é optar por um sistema feito sob medida. Assim, as demandas da empresa são levadas em conta durante o desenvolvimento e o negócio sai ganhando por ter suas necessidades contempladas.

Neste post, você vai descobrir o que é um sistema corporativo sob demanda, como ele funciona e quais são suas principais vantagens. Venha com a gente!

O que é um sistema corporativo sob demanda?

De forma simplificada, um sistema corporativo sob demanda é um software personalizado, feito de acordo com as necessidades do cliente. É uma ferramenta de gerenciamento empresarial (Enterprise Resource Planning – ERP), mas, diferentemente das tradicionais, padronizadas, é planejada e executada conforme a necessidade da companhia, de forma a atender adequadamente às suas especificidades.

Em outras palavras, não é um sistema que se compra já pronto. Ele é desenvolvido por encomenda, com as funcionalidades e os recursos que a organização realmente precisa no dia a dia da operação. Uma das suas maiores vantagens é o fato de eliminar a necessidade de contratação de sistemas complementares.

O desenvolvimento de sistemas sob demanda leva em consideração diversos aspectos, como o ramo de atividade da companhia, as metodologias de trabalho utilizadas, as rotinas cotidianas dos departamentos, as preferências do usuário final, entre outros.

Como funciona um sistema corporativo sob demanda?

Ao contrário de um software genérico, o sistema corporativo sob demanda é flexível e o fornecedor pode inserir nele apenas os recursos e as ferramentas que a empresa usará de verdade. Hoje, é comum que muitos empreendimentos utilizem ERPs genéricos, com funções que nunca foram — nem serão — úteis.

Isso acontece não porque os profissionais não sabem usar essas funcionalidades, mas porque realmente não precisam delas. O pior é que, quando compra o sistema desse jeito, a organização paga por todas as funções incluídas nele — ou seja, esses recursos são um desperdício de dinheiro.

Em um sistema corporativo sob demanda, ao contrário, os trabalhadores participam ativamente do desenvolvimento. Em parceria com os fabricantes, eles ajudam a desenhar o layout ideal, inserir e remover ferramentas e recursos, e assim por diante, sempre de acordo com a necessidade real do empreendimento.

No fim do processo, o software pode ser comprado pela companhia — que, então, assume os custos e as despesas com manutenções e atualizações — ou apenas fornecido mediante o pagamento de assinatura (usando o modelo de licenciamento de uso). Nesse segundo caso, é o fabricante quem arca com as despesas de manutenção do sistema.

Qual a importância de um sistema corporativo sob demanda?

A quantidade de informações produzida diariamente nas empresas é cada vez maior. Centralizar e gerenciar esses dados são atividades cruciais para garantir a boa condução dos processos operacionais, administrativos e gerenciais da organização — e isso é possível com o uso de um sistema corporativo sob demanda.

Com ele, o gestor tem controle de todo o processo de desenvolvimento das atividades da companhia e pode usar as informações obtidas como auxiliar nas tomadas de decisão. Isso é possível porque, no ERP, todos os processos são concentrados em uma única plataforma.

Assim, planejamento, fabricação, formação de preços, contabilidade, estoque, vendas e relacionamento com clientes são alguns dos departamentos que geralmente são incluídos na ferramenta. As áreas contempladas podem ser escolhidas pela empresa durante o desenvolvimento da solução para que sejam compatíveis com o segmento ao qual a companhia pertence.

Embora inicialmente o software corporativo sob demanda pareça caro, optar por ele traz, entre outros benefícios, ganhos de produtividade para a companhia. Isso porque ele descomplica e até dá novos rumos ao negócio. Trata-se, então, de um investimento que pode garantir a competitividade da organização perante o mercado.

Quais as vantagens de um sistema corporativo sob demanda?

Há muitas vantagens na contratação de um ERP sob demanda. A seguir, apresentamos algumas das mais importantes. Acompanhe!

O sistema é personalizado

O desenvolvimento de um sistema corporativo sob demanda envolve a participação dos gestores da empresa. Assim, em parceria com os desenvolvedores, eles estudam as necessidades que devem ser atendidas pelo software que será criado.

Isso inclui avaliar os processos e as metodologias de trabalho usados na companhia, as estratégias de negócios adotadas (business intelligence), as rotinas de cada departamento e outros aspectos semelhantes. Depois, são definidas as funcionalidades que vão ajudar a otimizar os processos e, portanto, devem ser incluídas na solução.

O tempo de implementação é menor

Quando opta por um software genérico, a empresa precisa, literalmente, interromper suas atividades para que sejam feitos a implementação e os testes na ferramenta. Como quase sempre existem ajustes e falhas a serem corrigidos, o tempo de implementação pode ser longo, o que afeta diretamente a produtividade da equipe.

Por outro lado, com um sistema corporativo sob demanda, a implementação pode ser feita por partes, já que é possível fazer o desenvolvimento por módulos. A integração é feita, com base em um cronograma, à medida que as unidades são implantadas nos departamentos, até a conclusão do processo.

Ou seja, quando é feita dessa forma, a instalação do sistema não afeta a produtividade na empresa, pois não exige a parada total das operações. E mais: falhas e necessidades de ajustes podem ser detectadas e corrigidas com as operações em andamento. Assim, não afetam todos os setores, o que reduz drasticamente o tempo de implementação. Esse tipo de sistema favorece, ainda, a inclusão de funcionalidades no futuro.

O envolvimento é incentivado e as resistências são reduzidas

Todo mundo tem algum grau de resistência a mudanças. Isso fica nítido quando a empresa decide adotar um software genérico. Por outro lado, ao optar por um sistema corporativo sob demanda, a resistência diminui. Isso porque é comum que todos os futuros usuários da ferramenta sejam envolvidos no processo de criação.

A ideia é que as sugestões apresentadas por eles tornem a solução mais intuitiva e, consequentemente, fácil de ser utilizada. A participação ativa da equipe no desenvolvimento faz que haja um envolvimento maior dos usuários e, assim, a mudança é aceita mais facilmente.

O know-how é compartilhado entre as equipes

Muitas empresas têm uma equipe de tecnologia da informação (TI) própria e é comum que os profissionais da área fiquem engessados em suas funções. Com a participação no projeto de desenvolvimento do sistema corporativo sob demanda, eles passam a ter contato com especialistas atualizados e altamente capacitados em TI.

O resultado é natural: ocorre a transferência de conhecimentos, habilidades e experiências entre os desenvolvedores e os colaboradores da área de TI da empresa.

Os custos são reduzidos

Como o sistema corporativo sob demanda tem apenas recursos e ferramentas efetivamente utilizados pela empresa, o custo é reduzido ou paga-se um preço mais justo pelo produto. Por isso, ele ganha vida útil maior e se torna uma excelente opção de investimento para médio e longo prazo.

Além disso, todas as funcionalidades são utilizadas (diferentemente do que ocorre com as opções genéricas, que, muitas vezes, incluem recursos que nunca serão aproveitados pela empresa). Em resumo: no modelo sob demanda, paga-se apenas pelo que é útil de verdade.

A flexibilidade passa a ser natural

Em geral, as pequenas e médias empresas (PMEs) têm uma equipe reduzida para cuidar de TI — muitas vezes, trata-se de uma única pessoa. Quando a organização contrata um especialista em desenvolvimento de software, os colaboradores internos podem se dedicar exclusivamente aos aspectos estratégicos do empreendimento.

A empresa ganha uma identidade

Quando a empresa usa um sistema sob demanda, ela desenvolve uma identidade, uma vez que usa uma solução que é única no mercado. Isso pode representar um importante diferencial competitivo em relação à concorrência.

Quando um sistema corporativo sob demanda é ideal?

Empresas que têm necessidades bem específicas dificilmente encontram uma solução genérica que possa atendê-las satisfatoriamente. Isso porque há inúmeros recursos e ferramentas incluídos nos sistemas genéricos que não são utilizados (e ainda o deixam pesado!), enquanto faltam funcionalidades para situações específicas.

Em resumo, como um sistema corporativo sob demanda é muito importante para a empresa, é recomendável que os gestores avaliem com cuidado as necessidades reais da companhia antes de escolher o modelo de ERP mais adequado. Por esses motivos, na maioria dos casos, um sistema sob medida sai mais barato e é bem mais vantajoso.

Quando decide investir no desenvolvimento de um sistema corporativo sob demanda, a companhia prioriza as especificidades de seu mercado e de sua atuação. Com isso, ganha eficiência, reduz custos e minimiza a ocorrência de inconsistências no fluxo de trabalho. Assim, a saúde financeira do empreendimento sai ganhando.

Por todas essas características, o sistema corporativo sob demanda é a melhor escolha para qualquer empresa que esteja em busca de aumentar o engajamento, satisfazer os colaboradores e, assim, obter resultados melhores.

E então, está confiante para instalar um sistema corporativo sob demanda na sua organização? Entre em contato conosco agora mesmo e saiba como podemos ajudar você nesse processo!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora