o-que-e-scrum-e-como-essa-metologia-pode-ajudar-a-sua-empresa.jpeg

O que é Scrum e como esse framework pode ajudar a sua empresa?

Se você vem buscando ferramentas para ajudar a melhorar os resultados da sua empresa, saiba que o Scrum pode ser a solução. Afinal, essa é um dos frameworks de ponta quando o assunto é desenvolvimento ágil de empresas e softwares.

Neste post, vamos explorar o que é essa ferramenta, sua importância, como utilizá-la e quais os benefícios que isso pode trazer para o seu empreendimento. Para descobrir mais, continue lendo as informações a seguir.

O que é  Scrum?

O Scrum é uma forma de agilizar as tarefas a serem cumpridas em um empreendimento, sobretudo no que diz respeito à gestão de trabalho intelectual, como no desenvolvimento de softwares. Ele é ideal para equipes de três a nove membros, que subdividem suas atividades em ações específicas. Essas tarefas deverão ser cumpridas dentro de um determinado período de tempo, conhecido como Timebox.

A execução da Timebox é chamada de sprint e costuma durar de duas a quatro semanas. Após isso, são feitas reuniões de curta duração, geralmente de 15 minutos, chamadas daily scrums. Essas servem para supervisionar o progresso das atividades e remanejar os timeboxes, a fim de se atingirem novos resultados.

A clareza e especificidade desse método faz com que ele seja um dos mais eficientes e utilizados por empresas que não querem se perder em meio a um processo. Como cada etapa é bastante detalhada, evita que erros sejam cometidos por falta de controle ou organização, fazendo com que os resultados alcançados sejam os melhores possíveis.

Como o método funciona?

Bom, agora vamos apresentar os processos mais importantes do método Scrum. Veja abaixo:

  • Scrum Master: é o profissional encarregado de ser o mestre desse processo, facilitando as reuniões, a identificação de obstáculos a serem resolvidos e a impulsão de resultados;
  • Product Owner: é o profissional responsável por representar os interesses do cliente, a fim de garantir sua satisfação ao final de cada etapa e conclusão de todo o processo;
  • autogestão: não utilize o Scrum de forma indeterminada, ele foi pensado para equipes pequenas que podem gerir a si próprias e que, por isso, atingem resultados mais rápidos e acertados;
  • proximidade com o cliente: como um dos pontos centrais do Scrum é entregar partes do projeto a cada aprimoramento, é essencial manter o cliente por perto para não ter que refazer o trabalho depois;
  • daily scrums: a equipe deve estar consciente da disponibilidade para reuniões se quiser manter esse método ativo e eficaz.

A seguir detalhamos um pouco melhor como funcionam os principais aspectos do método, acompanhe!

Sprint

Em meio a esses processos se encontram os sprints e suas Timeboxes. O sprint é uma peça central no Scrum, justamente por conter em sua lógica o propósito de entregar pequenas partes do trabalho, algo bastante comum no desenvolvimento de softwares.

Pensando de maneira ampla e para além do ramo de TI, isso significa também um detalhamento e controle maior sobre todo o processo de produção de uma empresa, evitando erros e refazer de tarefas — que implicarão em mais gastos e desperdício de recursos.

Kanban

O método Kanban não é necessariamente concorrente, muito menos oposto ao Scrum. Na verdade, eles podem muito bem se complementar e gerar resultados incríveis com isso.

Essa ferramenta veio dos processos de trabalho utilizados pela Toyota. Nela, por meio de post-its, é indicado se determinada tarefa ainda precisa ser executada, está em andamento ou foi concluída. Por ser bem visual e fácil de ser implementada em qualquer lugar, serve como um excelente lembrete e aviso aos colaboradores.

Quais os principais benefícios desse método?

Ok, na introdução desse post dissemos que apontaríamos os benefícios desse método, não é mesmo? Pois bem, chegou a hora de você entender melhor porque deve levar a sério a possibilidade de implementar essa ferramenta em seu negócio, a fim de otimizar seus processos de uma forma geral. Confira a seguir!

Melhora no alinhamento

Seja pela disparidade das expectativas de cada profissional sobre um projeto, ou até mesmo de nível de conhecimento, desenvolver uma equipe alinhada é um dos maiores desafios que um negócio pode ter. Afinal, muito se investe para que todos sintam-se motivados e entendam a importância de suas funções para a empresa. Mas, na prática, nem sempre é isso que acontece.

Pelo nível de detalhamento do método Scrum, é muito pouco provável que você vá topar com esse obstáculo nos processos. A subdivisão das tarefas e dos objetivos a serem alcançados faz com a organização, o controle e o próprio discernimento sobre o que precisa ser feito em tempo hábil sejam muito maiores.

Aumento da produtividade

Com uma equipe mais focada e motivada, fica mais fácil promover o aumento da produtividade. Quando todos sabem o que estão fazendo, o porquê e quando aquilo precisa ser entregue, todo o processo flui com mais naturalidade.

Além disso, a gamificação faz parte da metodologia Scrum. Por isso, não é à toa que papéis são delegados à equipe, e o controle do que cada um faz é compartilhado coletivamente. Isso cria um ambiente de competitividade saudável entre os membros, no qual cada um tenta se corrigir para um melhor desdobramento final para toda a equipe. Isso impacta positivamente no aumento da produtividade também.

Definições de métricas burndowm e velocity

Duas métricas importantes que medem o desempenho dos sprints no Scrum são o burndown e o velocity. Basicamente, no burndown você mede o nível de etapas cumpridas, de forma que elas vão decaindo até atingir a completude do processo.

No velocity é medida a rapidez com que uma equipe pode entregar um determinado volume de trabalho, no tempo hábil acordado. Esse cumprimento de tarefas é medido dentro de uma determinada linha do tempo. E, a cada sprint cumprido, mais alta pode estar a velocity.

Ambos os parâmetros são válidos e um ou outro pode ser utilizado da melhor forma, de acordo com o que se estiver querendo medir. Avalie bem qual a situação e não deixe de fazer esse acompanhamento.

Maior interação com a equipe

Como dissemos, a autogestão e a gamificação dos processos são características marcantes do método Scrum. Em meio a isso, é inevitável que haja uma interação maior entre a equipe, permitindo que todos os stakeholders (como os clientes, por exemplo) estejam envolvidos no processo e contribuindo para os melhores desdobramentos disso.

Como pode ver, o método Scrum tem um valor importante para a gestão de diversos empreendimentos e pode ser usado com tranquilidade e segurança para se atingir os melhores resultados. Agora que tem as informações certas, aproveite para rever como tem lidado com o trabalho desenvolvido em seu negócio e faça as mudanças necessário para aprimorá-lo.

Se você gostou de saber o que é Scrum e como essa metodologia pode ajudar a sua empresa, aproveite para assinar nossa newsletter e continuar por dentro do nosso conteúdo!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora