Indicadores de desempenho

Indicadores de desempenho: veja como criar os mais eficazes para sua empresa

As empresas devem acompanhar a performance de maneira cada vez mais atenta. A concorrência e o alto nível de exigência dos clientes obrigam as organizações a buscarem formas de atingir um rendimento cada vez melhor. Por isso, os indicadores de desempenho se tornaram um instrumento importante para a gestão.

Não há como verificar se os serviços e as demais atividades estão sendo bem executadas, caso não haja parâmetros para mensurá-las. Se não houver esse controle, qualquer companhia perde o foco e corre o risco de sofrer prejuízos financeiros e de imagem.

Neste artigo, apresentaremos uma definição de indicadores de desempenho e as ações necessárias para criá-los de forma correta. Confira!

Saiba o que são indicadores de desempenho

Consiste em um recurso de gestão que possibilita avaliar os resultados de vários segmentos de um negócio com eficiência. Esse mecanismo também contribui para uma instituição ter dados consolidados sobre diversos itens, por exemplo:

  • alcance das metas previstas no planejamento estratégico;

  • ocorrência de falhas durante as fases de cada projeto;

  • uso adequado dos recursos materiais e humanos disponíveis.

Os indicadores devem apresentar um objetivo específico (aumentar as vendas, elevar o índice de satisfação dos clientes etc.) e ter uma meta que aborde os resultados de forma mais clara (vender 10 mil pares de sapatos mensalmente, por exemplo).

Também é recomendado que os parâmetros de desempenho apresentem as características relacionadas com o termo SMART, cujas letras significam respectivamente:

  • specific (específica): a ação deve ter uma finalidade;

  • measurable (mensurável): a iniciativa deve ser medida em números;

  • attainable (alcançável): a atividade precisa ser algo viável de ser atingido;

  • relevant (relevante): a meta deve ser importante para a empresa;

  • term (prazo): é necessário estipular um prazo para concretizar o objetivo.

Esteja atento aos indicadores empregados

Atualmente, as corporações trabalham com vários indicadores para medir a performance, sendo que os mais empregados são:

  • indicadores de produtividade: têm ligação direta com a execução das tarefas e a forma como são gerenciadas. Um exemplo é o tempo gasto para fabricar X unidades de uma mercadoria;

  • indicadores de capacidade: são responsáveis por verificar o desempenho de um equipamento durante um período. No caso, podem mensurar o número de peças produzidas por uma máquina durante 1 hora;

  • indicadores estratégicos: constatam se a estratégia da companhia está alcançando os resultados esperados. Por exemplo, analisa se o faturamento anual está dentro da meta;

  • indicadores de qualidade:  permitem avaliar se a qualidade dos serviços está no patamar desejado. Um exemplo é constatar o número de clientes satisfeitos com o atendimento em uma loja de roupas;

  • indicadores operacionais: constatam se as atividades estão sendo devidamente executadas. Nesse caso, medem a quantidade de entregas feitas no horário marcado durante um dia.

É necessário ter muita atenção com o uso de indicadores, porque eles devem refletir a situação real do seu negócio. Do contrário, não serão úteis para a melhoria dos processos e dos serviços oferecidos ao público-alvo.

Veja como criar indicadores de desempenho

À medida que uma empresa elabora corretamente os parâmetros de performance, mais condição terá de identificar os pontos fortes e localizar os aspectos que podem ser aperfeiçoados.

Por isso, é fundamental que, ao criar os indicadores, a organização leve em consideração alguns fatores que detalharemos para você. Acompanhe!

Pense no segmento de atuação

Não adianta nada criar um indicador de desempenho que não tenha uma relação direta com o setor que a companhia está inserida no mercado. Essa iniciativa deve avaliar também o porte da empresa e as particularidades do negócio (período com mais vendas, demanda dos clientes etc.).

Não faz sentido, por exemplo, uma empresa que atua no segmento automotivo ter os mesmos parâmetros de performance adotados por um restaurante em uma cidade litorânea. Se o contexto não for bem avaliado, o indicador não vai contribuir de forma impactante.

Avalie a relevância

O que é mais importante para o seu negócio se manter no mercado? Responder a essa pergunta é crucial para estabelecer o que deve ser medido. Se uma companhia não definir as prioridades de maneira clara, não será capaz de mensurar o que é relevante para superar a concorrência.

O ideal é medir os fatores que propiciam a uma empresa se diferenciar dos concorrentes. Além disso, as informações coletadas devem ser usadas com inteligência para a elaboração de iniciativas voltadas para a melhoria contínua.

Adote parâmetros de fácil compreensão

Não basta apenas saber o que vai medir, pois também é preciso mostrar o resultado da atividade monitorada. Ou seja, a empresa deve usar indicadores de desempenho que sejam facilmente assimilados pelos gestores e os demais funcionários.

Essa medida é imprescindível para criar uma cultura de resultados. Quando os colaboradores assimilam as metas, eles ficam mais motivados para atingirem um rendimento notável.

Busque compartilhar informações

Para que os indicadores de desempenho possam ajudar uma companhia a evoluir, é essencial que haja o compartilhamento das informações entre os departamentos. Se um item mensurado não estiver dentro da meta, a troca de ideias permite identificar, com mais facilidade, o que pode ser corrigido.

O trabalho em equipe se torna indispensável com a adoção de métricas para verificar o andamento dos projetos. Se não houver comprometimento e uma comunicação clara e eficiente entre os colaboradores, o risco de os resultados não chegarem ao patamar desejado será bem alto.

A realização de reuniões periódicas é uma forma de resolver eventuais pendências e definir, com mais precisão, o rumo que a organização seguirá. Hoje é inadmissível um colaborador se considerar o dono de um processo e paralisar um determinado serviço ao entrar de férias.

Estabeleça os responsáveis

Com certeza, a informação deve ser difundida de maneira abrangente em uma empresa. Por outro lado, é necessário que haja um nível de centralização dos serviços. Ou seja, deve haver um gestor responsável por um conjunto de tarefas e metas.

Esse procedimento facilita o trabalho das unidades e permite um foco mais direcionado para resolver as demandas e procurar alternativas para aperfeiçoar os processos. Em um cenário de alta competitividade, uma empresa deve estar bem estruturada para se manter competitiva e eficiente.

Abrir mão de indicadores de desempenho é um dos maiores erros cometidos por uma companhia. Isso porque esse mecanismo é uma forma de mostrar aos funcionários, a estratégia desenvolvida para superar a concorrência e cativar o público-alvo.

Hoje, há diversos softwares que ajudam a monitorar a performance de uma empresa em tempo real e oferecem dados valiosos para o aperfeiçoamento dos serviços.

Se você gostou deste post, compartilhe-o nas redes sociais agora mesmo. Afinal, o conhecimento precisa estar à disposição de todos!

Comentários

comentários

Juliano da Monitora
Produtor de Conteúdo na Monitora